Dicas

 

A fixação das placas é limpa e rápida, mas as medidas devem estar corretas para não prejudicar o acabamento do forro.

Os forros de PVC (policloreto de vinila) são utilizados para o acabamento de tetos e servem também para ocultar redes elétricas e hidráulicas em obras prediais. Plásticos, os forros resistem à umidade e não são atacados por cupins.

A execução é limpa e rápida, desde que as medidas sejam feitas com muito capricho. Tudo começa na medição do pé-direito, a partir do piso, de preferência com o auxílio de um ajudante. Qualquer milímetro de erro na medida poderá prejudicar o desempenho e bom acabamento do material.

Outra etapa que merece cuidado é a de fixação das estruturas que, por serem cruzadas, também devem ter medidas e apresentar nivelamento exato. Só assim, depois de encaixados os lambris de PVC, se evitam as “barrigas” do forro, que aparecem quando há falta de sustentação, pela estrutura, no ponto certo.

O material ainda apresenta outra facilidade: pode ser desmontado em segundos para reformas ou manutenção das instalações. Sem sujeira, o próprio recorte do PVC é rápido e simples. Os lambris têm tamanhos variados e há medidas especiais que podem ser encomendadas aos fabricantes.

O único aspecto que exige qualificação do instalador é o uso da pistola finca-pino, que representa o passo mais barulhento da colocação. Por isso, a proteção auricular é necessária, assim como uma habilitação comprovada para o uso da ferramenta. Quem não tiver feito o treinamento para manuseio da pistola, poderá optar pela furadeira elétrica.

Ferramentas:

Providencie os equipamentos. Além dos EPIs – luvas, capacete, óculos e protetores auriculares -, as ferramentas e materiais necessários à instalação de forros de PVC são: furadeira, parafusadeira, batedor de nível, serrinha, martelo, estilete, tesoura de aviação, trena, lápis, mangueira de nível, extensão, lixadeira, parafusos e pinos, além de pistola finca-pino (que requer habilitação) ou de furadeira elétrica.